Blog

- As férias de julho estão chegando! -

Children running down a sand dune --- Image by © Sven Hagolani/Corbis

Ah, as férias! A época do ano mais esperada pelas crianças! Mas ninguém avisou que não seria tão fácil para os adultos, não é mesmo? Férias escolares são a época mais difícil do ano para muitos pais: o que fazer com as crianças em casa o dia inteiro? Será que é saudável que meu filho passe o dia todo no videogame? Que tipos de atividades têm por aí? Como fazer algo bacana com meus filhos se hoje em dia tudo é tão caro?

Por isso, o Berro separou uma série de dicas para vocês, mães e pais, que se preocupam com o bem-estar de seus pequenos e, ao mesmo tempo, procuram atividades mais saudáveis e econômicas para eles.


Small-Kids-Playing-Holi-Wallpaper

Façam atividades juntos!

Claro, nem todos os pais e mães têm tempo para conciliar o trabalho, as tarefas de casa e atividades com os filhos. Porém, a disponibilidade dos pais e os laços construídos na infância vão influenciar diretamente no desenvolvimento das crianças, tanto emocional como intelectualmente. Nós do Berro acreditamos que fazer um esforcinho a mais ajuda e muito na formação do seu filho ou filha, então, mãos à obra!

Primeiramente, conheça os seus filhos. Saiba quais são seus maiores interesses e como vocês podem se divertir juntos. Além de tornar a atividade mais prazerosa para eles, saber do que eles gostam demonstra a preocupação e o amor que tanto sentimos.

 

kids playing (2)

Dica #1 – Atividades ao ar livre

Se os seus filhos gostam de esportes e brincadeiras, nada melhor do que levá-los a algum lugar para praticá-los. Jogar bola no campinho, um passeio de bicicleta, brincar de mãe-da-rua, esconde-esconde, polícia e ladrão, tudo isso é válido! Esse é o tipo de atividade que dá pra fazer em família e também incluir primos, tios, vizinhos, amiguinhos da escola, quanto mais gente melhor!

Há também muitas opções de jogos para assistir: o site esportividade (http://www.esportividade.com.br/agenda/) dá as melhores dicas de esportes para se ver em São Paulo e arredores, e muitos deles têm entrada gratuita. Lá você encontra desde o clássico jogo de futebol à campeonatos de ginástica artística e corridas de rua, vale a pela dar uma olhada!

Para quem gosta de animais e contato com a natureza, o Berro dá a dica do Pet Zoo (http://www.petzoo.com.br/portal/), em Cotia. O Pet Zoo é um local onde as crianças podem interagir com os animais da fazenda, alimentá-los, brincar com os filhotes, fazer passeios a cavalo e de charrete. Com 15.000 metros quadrados disponíveis, também possui atividades como minhocário, pomar, horta e até uma tirolesa! O preço é um pouco salgado (R$ 40,00 por pessoa), mas é uma alternativa boa para quem quer fugir das aglomerações dos zoológicos e interagir de uma forma diferente com os animais, que não ficam enjaulados.

Uma opção simples, fácil e barata é conhecer os parques de sua cidade e propor atividades para fazer enquanto isso. Pense no que você gostava de fazer quando criança: fazer um piquenique, ler uma história para seus filhos embaixo da árvore, fazer caminhadas, explorar a natureza, fazer um caderno de “observação de insetos”, levar o cachorro para passear, alimentar os pombos com pipoca e os peixes com pão, brincar de pique-bandeira, são tantas as opções! Com a disposição em alta, essas atividades são sucesso na certa!

 

Dica #2 – Museus Interativos para crianças

Supondo que seus filhos tenham interesse em artes, ciência, cultura como um todo, levá-los ao museu é uma ótima ideia. Como nós sabemos, a probabilidade das crianças se interessarem por quadros de Picasso ou música clássica não é lá muito grande, por isso, demos preferência a museus mais divertidos, interativos e voltados para crianças!

O museu Catavento Cultural (http://www.cataventocultural.org.br/), localizado no centro de São Paulo, é um museu educativo focado em ciências e história natural. Moderno, ele é disposto em diversas áreas, como “O corpo humano”, “Astronomia”, “Borboletário”, “Geologia”, “História Natural” e muitos outros. As crianças podem entrar em contato tanto com a menor molécula de DNA como com o grande cosmos no espaço, passando por todas as belezas que o mundo natural tem a oferecer: animais pré-históricos, pedras preciosas, a formação de vulcões e muito mais! Além disso, possui também atividades de simulação como o “Submarino”, em que as crianças entram e fazem uma jornada ao fundo do mar. O museu também conta com profissionais treinados para ensinar tudo às crianças (e aos adultos também) sobre o mundo em que vivemos. A entrada do museu não é gratuita, sendo 6 reais para os adultos e 3 para as crianças que apresentarem documento de meia entrada.

Nessa mesma linha, também recomendamos o Parque Sabina (http://sabina.santoandre.sp.gov.br/). Localizado em Santo André, o espaço conta com um planetário, onde há atividades de observação do céu, uma atividade imperdível! Além disso, possui um “pinguinário”, onde as crianças podem observar pinguins em seu habitat natural e, também, um simulador “Fúria da Natureza”, onde pode-se sentir na pele como seria passar por desastres naturais, como terremotos e furacões. A entrada custa 20 reais para adultos e 10 para crianças com documento de meia entrada. O estacionamento é gratuito.

 

Dica #3 – Atividades dentro de casa

Nem sempre estamos dispostos ou temos tempo para sair de casa e realizar um grande passeio. Sendo assim, pensamos em atividades legais para se fazer dentro de casa com as crianças.

Montem um quebra cabeças! – Montar um quebra cabeças, além de ser um passatempo divertido, abre espaço para a conversa. Como não é uma atividade que exige muito esforço, é uma boa hora para conversar com seus filhos, perguntar sobre seus amigos, falar besteiras, planejar novas coisas para fazer. Quebra-cabeças grandes, daqueles de 500 peças, são ótimos para manter a atividade durante bastante tempo – vocês podem fazer um pouquinho por dia, porque não?

Ensine jogos de cartas aos seus filhos. – Além de ser uma atividade de jogo divertida, jogar cartas é uma ocupação desafiadora que também ajuda a desenvolver o raciocínio lógico e estratégico das crianças!

Escrevam uma história juntos! – Escreva com seus filhos uma história nova! Pergunte a eles que tipo de personagens eles acham que uma história deveria ter, o que eles fariam, como fariam, até que se forme uma pequena trama. Não precisa ser nada muito elaborado e serve para todas as idades! Quando eles crescerem vão achar muito divertido reler as histórias e relembrar as ideias que tiveram quando crianças. Se o seu filho já fala coisas engraçadas no dia-a-dia, imagine só o que não sairia de uma atividade criativa como essa!

Se renda ao videogame. – Ao contrário do que muitos dizem, ficar em casa jogando videogame não faz mal. Ficar em casa o tempo todo jogando videogame faz mal. Os jogos são conhecidos como grande desenvolvedores de capacidades motoras e cognitivas, portanto, há horas em que podemos sim nos render a eles! Jogue um jogo com sua filha ou filho, os ajude a passar por obstáculos difíceis, jogue com eles na função multiplayer. Hoje em dia há jogos em que a família toda pode se divertir: jogos de esportes, de dança, de música, opções não faltam e essa pode ser uma ótima oportunidade para dar boas risadas!

Planeje uma festa do pijama! – Chame os amigos dos seus filhos para uma festa do pijama! Planeje jogos, filmes de terror, comidinhas gostosas, tudo para que eles possam se divertir e matar as saudades dos colegas de sala! Deixe eles dormirem a hora que quiserem uma vez, fugir às regras de vez em quando pode ser uma novidade bem vinda!

 

fun-kids-playing-water-hd-wallpaper-1680x1050 

Dica #4 – Fuja dos shopping centers.

Shopping centers não são lugar para crianças. Além de terem pouquíssimas atividades para os pequenos, é um ambiente que estimula o consumo excessivo e nem sempre é muito seguro. O ideal é que seus filhos possam frequentar espaços onde tenham opções de lazer adequadas e possam se movimentar livremente, não que eles fiquem observando todas as possibilidades de compras e desejem cada vez mais brinquedos para ficarem jogados em um canto da casa depois de alguns dias. Claro, o shopping não tem que ser um local proibido, mas é legal que sejam oferecidas outras opções de entretenimento além da praça de alimentação, o cinema e as lojas. Seus filhos terão bastante tempo para isso quando forem adultos!

Lembrando que, não importa o que vocês escolham fazer, a importância reside na interação. Conversar, conhecer, demonstrar interesse, carinho e afeto – essas são as coisas que contam! O segredo para uma boa convivência e criação dos seus filhos, na verdade, não é segredo nenhum: está no amor!

Comentários

2 comentários

  • 20 de June de 2016

    Dicas maravilhosas , amei!!!!!😉

  • 22 de June de 2016

    Bom dia a toda a equipe!. Gostaria de saber como funciona…, se é o dia todo ou quantas horas a criança pode usufluir das prograções oferecidas por vcs…se têm programação tbm pra adolescente de 15 anos?, tenho uma filha de 7 e um filho de 15 anos. Fico no aguardo. Obriagado

Deixe seu Comentário